Reparo da válvula cardíaca

Fundo Caixa Verde

Os procedimentos de reparo são mais comuns com as válvulas mitral e tricúspide do que com as válvulas aórticas ou pulmonares. Existem várias técnicas que podem ser usadas pelo cirurgião cardíaco para reparar a válvula cardíaca nativa.


Se esse reparo não for viável em seu caso, sua válvula cardíaca será removida e uma nova válvula (mecânica ou biológica) será inserida em seu lugar. Normalmente, o cirurgião não sabe ao certo o que é necessário (reparo ou substituição) até observar a válvula e as estruturas ao redor durante a cirurgia.

Técnicas comuns de reparo da válvula cardíaca

As técnicas comuns de reparo da válvula cardíaca incluem:

  • Valvuloplastia - Uma técnica que procura garantir o fechamento correto das folhas da válvula cardíaca, impedindo que o sangue volte para o átrio.
  • Comissurotomia - Um tipo de valvuloplastia usado quando as folhas da válvula ficam rijas e são calcificadas na base ou na parte anelar da válvula.
  • Anuloplastia - Técnica que visa reparar o tecido fibroso na base, ou anel, de uma válvula cardíaca. Às vezes, o anel é alargado ou dilatado e, assim, o sangue pode voltar para o átrio esquerdo. São colocadas suturas ao redor do anel para deixar a abertura menor, criando um efeito de amarração ao redor da base da válvula. O reparo normalmente requer a implantação de um anel para dar suporte à base.

Técnicas minimamente invasivas

Em alguns casos, a tecnologia moderna tem permitido que os cirurgiões realizem a substituição ou o reparo da válvula cardíaca com técnicas menos invasivas do que o procedimento convencional de peito aberto. A cirurgia minimamente invasiva da válvula cardíaca nem sempre é uma opção porque talvez sejam necessários vários procedimentos cardíacos que precisam da cirurgia de peito aberto. O uso dessas técnicas também depende de muitos outros fatores que devem ser avaliados pela equipe médica.

Benefícios e riscos

A cirurgia de reparo da válvula cardíaca pode oferecer vários benefícios importantes. Esse procedimento foi desenvolvido para ajudar o coração a bombear o sangue com mais eficiência, ou seja, você poderá começar a se sentir melhor imediatamente. Outras pessoas melhoram gradualmente, readquirindo a energia e a força algumas semanas depois da cirurgia. Converse com o médico sobre seu progresso e peça sugestões de exercícios e atividades que você pode fazer para se sentir mais forte e recuperar as energias.

Como em qualquer cirurgia, também existem riscos envolvidos na cirurgia de reparo da válvula cardíaca. Embora sejam raras, algumas possíveis complicações incluem o ritmo cardíaco anormal, o estreitamento da abertura da válvula, infecções, hemorragias, derrame, ataque cardíaco e morte. Em alguns casos, a válvula cardíaca talvez não funcione conforme necessário. Isso não é típico, mas outro cirurgião deve cuidar disso.

Peça ao médico mais informações sobre os benefícios e riscos do reparo da válvula cardíaca.

ST. JUDE MEDICAL, o símbolo de nove quadrados e MORE CONTROL. LESS RISK. são marcas registradas e não registradas e marcas de serviço da St. Jude Medical, Inc. e das empresas relacionadas. ©2010 St. Jude Medical, Inc. Todos os direitos reservados.